Blog

Por que praticar o pompoarismo?

Pompoarismo

Você já ouviu falar em pompoarismo? O pompoarismo é uma técnica antiga para melhorar o prazer sexual feminino. Com origem do tantra, essa técnica consiste no relaxamento e contração dos músculos vaginais.

Neste texto iremos falar sobre o pompoarismo, suas principais técnicas e seus benefícios.

O que é pompoarismo?

O pompoarismo é basicamente uma série de exercícios que fortalecem a musculatura vaginal. Uma prática milenar, a série consiste em movimentos de contração e relaxamento do assoalho pélvico.

Tal prática é muito recomendada por ginecologista e sexólogos, com o intuito de melhorar a vida sexual, principalmente feminina. 

A palavra pompoarismo pode vir pompoar, que em tailandês significa “sugar o pênis”, e tem também  origem do idioma tâmil, falado no sul da Índia, região onde surgiu a técnica. Criada na Índia e depois aperfeiçoado no Japão e na Tailândia, a prática começou a ganhar popularidade nos anos 40 e 50, com o ginecologista alemão Arnold Kegel. Kegel utilizava a técnica milenar para tratar a incontinência urinária. 

No brasil, o pompoarismo passou a ser mais conhecido na década de 70. No entanto, a técnica ainda era muito relacionada à promiscuidade e às casas de prostituição. Com o tempo, a prática foi perdendo essa imagem de algo proibido por conta de cursos que eram ministrados com o intuito de salvar casamentos. 

Como o pompoarismo ajuda no sexo?

Assim como diversas outras práticas, o pompoarismo incentiva o autoconhecimento sexual. Além disso, ele liga o autoconhecimento como algo indispensável para uma boa qualidade de vida sexual.

E é exatamente esse incentivo ao autoconhecimento que o pompoarismo ajuda as mulheres com um sexo mais prazeroso. Com a prática, a mulher conhece os seus limites e lida melhor com a sua própria sexualidade.

Ademais, os exercícios do pompoarismo permitem que, na hora da penetração, tenha uma maior fricção entre a vagina e o pênis. Múltiplos orgasmos são facilitados, tornando a prática benéfica não só para pessoas héteros. Por fim, para as mulheres que sentem dor na hora do sexo, a prática também ensina o relaxamento da vulva.

Benefícios do pompoarismo

 O pompoarismo pode ajudar em diversos problemas, desde falta de orgasmos até incontinências urinárias. Listamos aqui alguns benefícios da prática milenar.

Previne o envelhecimento dos tecidos

É normal os tecidos e músculos vaginais começarem a envelhecer depois dos 25 anos. Com o pompoarismo, além de retardar muito o envelhecimento desses tecidos, diminuem as chances da mulher ter problemas urinários depois.

Trata a incontinência urinária 

A incontinência urinária pode ter duas causas: problemas neurológicos ou fraqueza muscular. Independentemente do caso, o pompoarismo pode ajudar, mesmo antes de uma possível cirurgia. Isso ocorre porque a musculatura se fortalece.

Ajuda no parto normal e no pós-parto

O pompoarismo ajuda também as mulheres que querem ter parto normal. Além disso, com uma musculatura bem trabalhada, a recuperação do músculo vaginal é mais rápida, diminuindo as chances dele ficar flácido.

Diminui as chances de bexiga caída

O pompoarismo não só fortalece a musculatura vaginal, como também ajuda na sustentação dos órgãos, em especial a bexiga. Dessa maneira, ajuda as mulheres no pós-parto e no tratamento de incontinência urinária.

Ajuda nos problemas sexuais

Existem inúmeros problemas sexuais que podem ser resolvidos com o pompoarismo. Alguns deles são:

  • Flacidez vaginal: é comum que a flacidez vaginal seja uma das principais causas da disfunção sexual. Então a prática serve para exercitar o períneo, área que fica flácida.
  • Vaginismo: o vaginismo é a contração dos músculos vaginais na hora do sexo, causando desconforto e dor para a mulher. Com os exercícios, a mulher começa a ter mais controle desses músculos e facilitando, de forma gradual, a penetração.
  • Dispareunia: também causando desconforto e dor na hora do sexo, o pompoarismo pode ajudar com a lubrificação vaginal.
  • Anorgasmia: caracterizada com a incapacidade de atingir o orgasmo, a anorgasmia ajuda incentivando o autoconhecimento e no controle da musculatura vaginal.

Quem pode praticar?

Qualquer mulher pode praticar o pompoarismo. No entanto, existem alguns cuidados que devem ser tomados em certas situações. Alguns deles são:

  • Gravidez: mulheres com até dois meses de gestação não devem praticar o pompoarismo, pois os movimentos podem levar ao aborto. 
  • Endometriose: os exercícios aumentam o fluxo sanguíneo da região, podendo causar desconforto para quem tem endometriose.
  • DIU: mulheres que usam o DIU podem praticar o pompoarismo, mas é recomendado que se espere um tempo depois da aplicação e que a prática seja autorizada pelo ginecologista.

Como praticar?

Para começar a fazer pompoarismo é preciso que haja um estudo prévio sobre o assunto. Na internet têm muitos vídeos sobre o assunto, incluindo vídeos da fisioterapeuta Cátia Damasceno. Mas lembre-se sempre de procurar fontes confiáveis. Além disso, você pode procurar cursos onlines para ter um suporte maior. 

Alguns profissionais recomendam que a mulher comece o pompoarismo sem utilizar acessórios, com o intuito dela ter maior conhecimento do seu corpo. O exercícios pode durar de 20 minutos até uma hora, no mínimo 5 vezes por semana. Por fim, os especialistas recomendam sempre focar na respiração enquanto estiver fazendo os exercícios.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×