Blog

Satiríase: vício sexual masculino

Satiríase: o vício sexual masculino

O que é Satiríase?

Satiríase é um termo utilizado para descrever o vício sexual ou a hipersexualidade em homens. Esse vício também pode ser chamado de ninfomania masculina. Ele é caracterizado basicamente por um comportamento sexual compulsivo, de forma que eles não aproveitem o sexo, ou seja, eles não sentem prazer com o normal. Esse desejo exagerado acontece sem existir um aumento na quantidade dos hormônios sexuais.

Em alguns casos de satiríase, o homem tem relações frequentes com diversos (as) parceiros (as), tem desejos sexuais estranhos e extremos, e pratica masturbação várias vezes ao dia. No entanto, nenhuma dessas ações lhe dá prazer, fazendo o homem sentir um mal-estar e uma insatisfação profundos.

Pesquisas calculam que cerca de 84% dos homens que tem satiríase começaram a sofrer com esse comportamento antes dos 25 anos. Dentro desse percentual, a quantidade de homens que declararam que possuíam o vício antes dos 18 anos foi de 54%.

Como identificar

A satiríase possui alguns sintomas bem característicos. É por meio deles que é possível identificar a satiríase. Esses sintomas são:

  • Mudança frequente de parceiros sexuais.
  • Várias relações sexuais em uma só noite com desconhecidos.
  • Dificuldade em sentir prazer completo após a relação.
  • Excesso de masturbação por dia.
  • Constante desejo em ter relações sexuais.

É importante lembrar que algumas dessas características podem ser comuns em adolescentes. No entanto, isso não significa que o jovem tenha satiríase, já que a causa disso pode ser as alterações hormonais. Portanto, o diagnóstico deve ser realizado por um psicólogo ou psiquiatra.

Tratamento

O primeiro passo para o tratamento da satiríase é o reconhecimento do paciente em relação ao transtorno. Em conjunto com o psicólogo e/ou psiquiatra, o paciente deve averiguar se não existem outros transtornos que podem atenuar a satiríase, como o Transtorno Bipolar

O transtorno muitas vezes é tratado da mesma forma que outros vícios. Sessões de terapia são altamente recomendadas e, em alguns casos, o uso de medicamentos com efeito sedativo e tranquilizante pode ser prescrevido.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

Você deve estar logado para postar um comentário.

×