Blog

Tanatofobia: medo da morte

tanatofobia

O que é tanatofobia?

A tanatofobia é uma fobia caracterizada pelo medo irracional e exagerado da morte. As pessoas com essa fobia temem morrer e perder pessoas queridas para a morte. 

É normal as pessoas não terem pensamentos agradáveis em relação à morte. No entanto, as pessoas que sofrem de tanatofobia ficam estressadas e obcecadas só de pensar no assunto ou em situações em que a morte pode estar presente. 

A fobia pode interferir na maneira que o paciente vive, já que dependendo do grau, ele pode evitar sair de casa com medo de morrer.

Assim como outras fobias, a causa da tanatofobia pode estar relacionada com experiências traumáticas ou a maneira que a pessoa foi criada. 

A tanatofobia pode estar relacionada com a necrofobia, que é o medo de representações da morte ou imagens relacionadas a morte, como cemitérios, funerais e lápides. 

Sintomas da tanatofobia

Os sintomas da tanatofobia são similares aos sintomas das outras fobias. São eles:

  • sudorese e calafrios,
  • boca seca,
  • taquicardia e palpitações,
  • náuseas,
  • falta de ar e sensação de asfixia,
  • pressão baixa,
  • agitação,
  • dormência e formigamento,
  • dor de cabeça ou enxaqueca.

Um outro sinal que é possível ver em pessoas com tanatofobia é a chamada ansiedade da morte. Ela é uma ansiedade causada pelo pensamento de morte. Ela deixa a pessoa sempre em alerta e pode ter crises.

Diagnóstico

Não é fácil diagnosticar uma pessoa com tanatofobia, porque muitas vezes a fobia pode ser confundida com um sintoma de transtorno de ansiedade, bipolaridade ou depressão. 

É importante que o paciente tenha uma boa auto-observação para que ele informe ao psicólogo ou psiquiatra o que realmente sente.

É comum também que as características e os sinais da tanatofobia sejam confundidos com doença de Alzheimer e esquizofrenia.

Tratamento

Quando antes for feito o diagnóstico da tanatofobia, melhor será para o paciente. O tratamento é feito por um psicólogo que irá auxiliar o paciente a entender as causas da fobia e como lidar com ela. 

Ademais, a terapia de exposição é utilizada para tratar fobias, sendo feita de forma gradual, no ritmo do paciente. 

Por fim, caso os sintomas sejam muito fortes, é possível que o paciente precise fazer uso de psicofarmacológicos, prescritos por um psiquiatra ou neurologista.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×