Blog

Terapia de Casal Online: como funciona e quais benefícios?

terapia de casal

Não é segredo para ninguém que os relacionamentos dão trabalho e exigem muita paciência e compreensão de ambos os lados, ainda mais quando nenhum dos dois nunca se interessou ou ouviu falar na terapia de casal.

Entretanto, muitos casais passam anos sem procurar ajuda profissional para resolver conflitos particularmente difíceis e que perduram por muito tempo.

Se você está enfrentando problemas de comunicação, de manutenção do compromisso ou outros tipos de problemas conjugais  nesse momento da quarentena, a terapia de casal online pode ser uma boa solução para ajudar a resolvê-los, o que acha? 

A terapia de casal online ajuda você e seu parceiro(a) a trabalharem juntos para tornar seu relacionamento mais sólido, mais valioso, e mais afetuoso nesse momento de instabilidade.

Dessa forma, é necessário refletir se o seu relacionamento precisa de um acompanhamento profissional ou não. Considerando o que você tem vivido com o seu cônjuge nos últimos dias, o que você acha?

Caso a resposta seja ‘’sim’’, entender como funciona esse método de terapia é o primeiro passo para dar início à terapia de casal virtual.

Neste artigo, você entenderá:

  • o que é a terapia de casal online; 
  • quais são os benefícios desse tipo de terapia;
  • poderá compreender como ela funciona;
  • quais são os sinais que indicam sua necessidade;
  • a história da terapia de casal e
  • o que os especialistas querem que você saiba sobre a terapia de casal.
terapia de casal online

O que é a terapia de casal online?

A terapia de casal ou terapia conjugal é uma terapia em que tem o foco na sua interação com seu parceiro(a) e nas dificuldades específicas que estão vivendo. 

Dependendo se como ocorra a terapia de casal e como o profissional decida conduzir as sessões, ela pode ser em conjunto, com os dois integrantes do casal ou somente com um deles por vez.

A terapia pode auxiliar qualquer tipo de casal, seja no casamento, no noivado ou ainda no namoro.

As sessões de terapia de casal, geralmente, são semanais ou quinzenais, dependendo das circunstâncias, do grau de conflito e da disponibilidade dos atendidos. 

A terapia começa começa normalmente a partir da história do casal, para entender melhor quais são as mudanças que criaram problemas, instabilidade e conflitos. 

Após uma avaliação inicial do caso, o terapeuta de casal  propõe, se necessário, a continuidade do tratamento mais adequado, indicando os procedimentos, investimentos, e frequência das sessões.

Sendo assim, em linhas gerais, na terapia de casal, trabalha-se para descobrir onde as coisas estão indo mal e procurar modos de melhorar.

É uma ótima intervenção para relacionamentos amorosos desgastados, fragilizados e que estão sob ameaça de término.

terapia de casal online

Como funciona a terapia de casal online?

Como dito em post anterior, as sessões nem sempre são conjuntas, pois a intenção é, justamente, que haja transparência e abertura para que ambos possam falar como se sentem ao terapeuta, buscando soluções para aquilo que os incomoda. 

A terapia de casal online pode ter uma ou mais sessões, geralmente limitadas a um acordo de tratamento estimado e firmado entre pacientes e terapeuta.

São feitas, geralmente, por plataformas de vídeos chamada ao vivo, como o Skype, Zoom, Google Hangouts ou até mesmo a vídeo chamada por WhatsApp, caso seja mais fácil para o casal. 

O tempo estimado de duração da ligação é determinado pelo psicoterapeuta, que normalmente informa os envolvidos antes de dar início ao tratamento.

Para facilitar seu entendimento, listamos quais são os passos que você deve tomar para iniciar a terapia de casal:

1- O que você quer abordar?

Converse com seu parceiro para identificar quais problemas você e ele gostariam de trabalhar durante o tempo das sessões na terapia de casal. 

Converse antes com ele(a) para decidirem se realmente desejam começar a terapia de casal, para que não haja nenhum desentendimento sobre a vontade do outro, e assim, possam começar a psicoterapia de maneira consensual.

2- Conecte-se com um terapeuta de casal que possa ajudar

Pesquise na internet ou peça indicações a conhecidos sobre alguns psicólogos que atuam na área e trabalham remotamente. 

Se certifique quanto ao valor, número de sessões, quanto tempo dura, qual é a abordagem teórico-conceitual que orienta o trabalho do terapeuta  e seja claro quanto aos seus objetivos. Isso é essencial para que a escolha seja certeira e você não abandone a terapia pela metade.

Com certeza você encontrará um bom profissional que possa ajudar a melhorar o seu relacionamento.

terapia de casal

3- Estabeleça quais são suas expectativas

Procure deixar tudo muito claro, tanto para seu parceiro(a), quanto para o psicólogo que atenderá vocês. As necessidades de cada casal são únicas. Você trabalhará com seu terapeuta para estabelecer um plano de tratamento assim que ele conhecer melhor os dois e explorar o que o levou ao aconselhamento, por isso, assim que houver o primeiro contato, é importante que você seja franco e pontual.

4- Aproveite o momento

Muitos casais relatam que o momento da terapia se tornou o vínculo mais profundo entre eles, ajudando-os a entender melhor um ao outro e a si mesmos.

Por isso, a terapia de casal vai muito além de uma simples conversa com o terapeuta. A relação normalmente já apresenta melhoras com os pequenos detalhes, como reservar um tempo juntos para começar a sessão.

Quais são os benefícios?

Assim como todos os outros tipos de terapia, a terapia de casal online traz muitos benefícios, tanto ao casal que está em tratamento, quanto para os familiares e amigos que convivem com os dois, mesmo que às vezes indiretamente.  

Entre esses benefícios, estão:

  • Melhora na comunicação;
  • Enriquecimento dos comportamentos positivos;
  • Desenvolvimento de habilidades para resolução de problemas;
  • Melhor avaliação das crenças quanto ao relacionamento;
  • Mudança nos padrões de comportamentos que levam à conflitos conjugais;
  • Alivia ou soluciona problemas sexuais;
  • Alivia dependências emocionais;
  • Reestrutura os padrões de pensamentos negativos e prejudiciais;
  • Busca na diminuição progressiva dos conflitos destrutivos e
  • Trabalha questões referentes à infidelidade.
terapia de casal

Quando procurar a terapia de casal?

Há alguns sinais e sintomas que permitem identificar uma relação com problemas duradouros.

Aqui estão alguns sinais que podem indicar a necessidade de se começar uma terapia de casal online:

  • Conflitos que parecem nunca se resolverem;
  • Você e o seu companheiro(a) já não se entendem como antes;
  • Diminuição do desejo sexual ou da paixão;
  • Sentimentos de indiferença em relação ao outro;
  • Falta de vontade de partilhar pensamentos e sentimentos;
  • Diminuição da afetividade;
  • Ênfase nos aspectos negativos da relação;
  • Ausência de risos e divertimento quando estão juntos;
  • Sentimento de maior bem-estar no trabalho do que em casa;
  • Suspeitas de que o seu companheiro(a) tem um caso extraconjugal;
  • Apenas um dos membros do casal toma as decisões e
  • Um dos membros do casal parece mais preocupado com a sua famí­lia de origem do que com a família atual.

Quanto mais rapidamente procurar ajuda, mais rápido poderão melhorar a relação afetiva.

Ainda assim, mesmo quando não permanecem juntas depois dos atendimentos, as pessoas podem se beneficiar da terapia de casal, o que é positivo especialmente para quem tem filhos. 

A partir das sessões, cada um olhará para si a fim de entender como seu comportamento afeta o parceiro(a) ou qual é sua responsabilidade pelos conflitos que ocorrem na vida a dois.

Com as questões resolvidas, é mais fácil manter uma relação de amizade após a separação, por exemplo. Ou pela menos, um contato a civilizado em momentos de encontro inesperado ou obrigatório – quando há filhos, caso a decisão seja se afastarem definitivamente.

terapia de casal online

A história da terapia de casal

Encontrar saídas ágeis e pacíficas para determinados problemas conjugais e familiares tem se tornado cada vez mais fácil com o auxílio de profissionais da Psicologia, juntamente com a Internet. 

Assim sendo, entender como funciona a terapia de casal é um bom caminho para manter acesa a chama que uniu duas pessoas e, posteriormente, constituiu uma família.

Por isso, você não precisa esperar acontecer algum tipo de crise no seu relacionamento para se aprofundar na terapia, já que a terapia de casal também pode funcionar de maneira preventiva a um possível risco de agravamento na relação.

O aconselhamento matrimonial teve origem na Alemanha na década de 1920, como parte do movimento eugênico. Os primeiros institutos de aconselhamento matrimonial nos Estados Unidos começaram na década de 1930.  Foi promovido por proeminentes eugenistas americanos como Paul Popenoe, que dirigiu o Instituto Americano de Relações Familiares até 1976, e Robert Latou Dickinson e por defensores do controle de natalidade como Abraham e Hannah Stone, que escreveram Um Manual de Casamento em 1935.

terapia de casal

O que os especialistas querem que você saiba sobre a terapia de casal?

Cada vez mais, a terapia de casal online pode e tem sido usada para solucionar um conflito entre parceiros que anda emperrando a vida a dois, ainda mais neste período de quarentena, onde os conflitos parecem ter aumentado, muitas vezes porque as atitudes do seu parceiro(a), que antes não faziam diferença, agora te incomodam.

Por isso, de maneira geral, quanto antes se buscar auxílio, melhor.

1- A vida amorosa não é perfeita

‘’Em um relacionamento, vários elementos entram em jogo’’, afirma Ailton Amélio da Silva, professor de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) e autor do livro Relacionamento Amoroso. Desse modo, da mesma forma que há uma variedade de temas envolvidos, há também possibilidades de desacordos. A questão não é evitá-los, mas ter capacidade de lidar com eles quando aparecem. “Isso pode significar tanto solucioná-los, quanto como decidir que vale a pena conviver com eles”, diz o psicanalista Luiz Hanns, autor da obra A Equação do Casamento

2- A terapia de casal pode ser desgastante no começo

É normal que muitas pessoas tenham mais resistência à terapia conjunta porque, em geral, ela surge em função de conflitos. 

Na terapia de casal, sua visão pode ser contestada pelo outro quando as sessões são feitas em conjunto, o que pode gerar confronto. 

Nesse momento, quando isso ocorre, cabe ao profissional da terapia ajudar a organizar a conversa, para que tudo seja resolvido, ainda que momentaneamente.

terapia online

3- O que acontece no consultório ou na sessão online, fica lá

A privacidade é sempre respeitada. Mesmo o que se fala no atendimento individual, se houver sessões só com um dos parceiros, não é compartilhado na conversa a dois sem que o outro autorize. 

Isso é uma questão muito importante, pois muitos casais têm medo de se abrir e compartilhar pensamentos com os psicoterapeutas, porque temem que o profissional conte ao seu parceiro(a). 

Entretanto, um bom terapeuta jamais fará isso.

4- Não basta estar presente, é importante participar

Seja na terapia de casal presencial, ou na online, é necessário participar ativamente, sejam nas sessões individuais ou em dupla. 

É preciso sentir empatia pelo profissional e se envolver com o processo, para que os atendimentos sejam proveitosos. 

Em alguns casos, quando somente um dos parceiros quer contribuir e o outro permanece sempre em silêncio e não se empenha, é possível que se proponham algumas sessões individuais para entender o que está acontecendo.

Dessa forma, o psicoterapeuta pode preparar o paciente sozinho para que ele se expresse melhor em conjunto.


5- Você não precisa contar tudo na presença do outro

Na terapia individual, todo conteúdo que o paciente apresenta é válido, inclusive devaneios que passam pela cabeça, como fantasias e sonhos reprimidos. 

Mas, quando a sessão é em conjunto, algumas questões podem ser mantidas do lado de fora – e até devem, em alguns casos. 

Devido à isso, é importante que o paciente dê prioridade ao que vem provocando angústia e que, compartilhado com o outro, pode levar a uma nova etapa do relacionamento, e não a coisas que podem piorar a situação caso sejam colocadas em questão na frente do outro, em um momento inoportuno.

6- O psicólogo não é juiz

O papel do terapeuta é o de mediador, não de fã de um dos parceiros, muito menos de juiz da situação ou dono da verdade. 

Ele não ‘’torce’’ para um dos dois lados, de maneira nenhuma. 

Sendo assim, cabe ao bom profissional procurar entender aqueles indivíduos e o casal como um todo.

terapia de casal

A meta é melhorar a qualidade da relação e ser feliz

Dessa forma, após conhecer um pouco mais sobre a terapia de casal online, talvez seja uma boa oportunidade para refletir e dar uma chance a esse modo de terapia que pode mudar para melhor a sua vida a dois. 

Além disso, é extremamente importante levar em consideração o momento de crise em que o mundo passa por causa da pandemia do novo coronavírus, que está causando muitos conflitos nos relacionamentos, motivados pelo confinamento obrigatório e pela falta de costume em conviver 24 horas com o outro.

Sendo assim, sabemos que é natural a ocorrência de conflitos e desgastes numa relação conjugal. Casais discutem, isso é claro. 

Mas, quando esses conflitos ocupam espaço a ponto de atrapalhar ou inviabilizar o diálogo, a busca por ajuda não representa falta de competência na resolução destas diferenças. Muito pelo contrário: representa o desejo e a coragem de propor mudanças e de resgatar o diálogo. 

A terapia de casal online ajuda o casal a ver com mais clareza qual é a sua situação e agir de acordo com o que será melhor para os dois neste momento delicado.

Conclusão: acima de qualquer coisa, o objetivo final é ser feliz, seja qual for caminho a ser tomado. E isto é possível com abertura, franqueza e compromisso em uma relação que, ainda que esteja abalada, merece ser tratada com respeito e maturidade.

terapia online

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Fábio Augusto Caló

@fabiocalo - Psicólogo pelo UniCEUB e mestre em Análise do Comportamento pela UnB. Atua desde 1998 como clínico, atendendo adultos e casais. Há duas décadas, tem realizado atendimentos, principalmente, na área da conjugalidade, da sexualidade e dos transtornos de ansiedade. Tem se interessado e pesquisado sobre assuntos atuais como "dependência de internet", "vício em pornografia", "traição online", dentre outros. É palestrante e instrutor de cursos de desenvolvimento pessoal e cursos dirigidos a profissionais da saúde.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×