Blog

Anorexia nervosa

Anorexia

O que é?

A anorexia nervosa é um dos transtornos alimentares que tem consequências físicas, emocionais e mentais severas. As principais características da anorexia são:

  • Baixo peso corporal.
  • Distorção da autoimagem corporal.
  • Medo excessivo de ganhar peso.
  • Seletividade alimentar.

Desse modo, as pessoas anoréxicas tentam evitar ao máximo ganhar peso. Em razão disso, é comum que pessoas com esse transtorno privem o corpo da alimentação e, em alguns casos, pratiquem exercícios físicos de forma obsessiva. 

A anorexia nervosa possui dois subtipos que são:

Tipo restritivo

É o subtipo mais conhecido da anorexia nervosa. Nesse tipo, a pessoa restringe, de forma severa, a ingestão de alimentos. 

Há diferentes formas de restrição, como a contagem de calorias muito baixas e o controle da quantidade de refeições diárias. Ainda, em alguns casos, a pessoa cria regras obsessivas ou rígidas, por exemplo, comer apenas alimentos de uma certa cor ou de um formato.

Tipo de compulsão alimentar ou purga

É menos reconhecido e menos debatido pela sociedade. Nesse tipo, a pessoa além de restringir a ingestão de alimentos, como citado no tópico acima, ela, também, engloba um comportamento regular de compulsão alimentar ou purga. Por exemplo, a pessoa induz vômitos, pratica exercícios de forma obsessiva e usa, indevidamente, laxantes, diuréticos e enemas. 

Causas da Anorexia

As causas da anorexia são desconhecidas, mas é provável que seja uma combinação de razões multifatoriais, como fatores biológicos, psicológicos e ambientais.

  • Biológico: as alterações genéticas podem tornar algumas pessoas  fatores de risco para desenvolver o quadro. 
  • Psicológico: alguns traços de personalidade, como obsessivo-compulsivo, podem facilitar a adesão de dietas rigorosas e a seletividade alimentar.  Além disso, pessoas com tendências perfeccionistas têm uma probabilidade de ter uma distorção do corpo e acharam que nunca estão magros o suficiente. 
  • Meio ambiente: algumas culturas e sociedades enfatizam a magreza, como a cultura ocidental. A pressão da sociedade pode incentivar o desejo de emagrecer, principalmente entre as mulheres. 

Sintomas da anorexia

A anorexia nervosa é um quadro complexo, porém o principal sinal do transtorno, em geral, é a grande perda de peso. 

No entanto, há outros sinais do quadro que se dividem em sintomas físicos e sintomas psicológicos. 

Sintomas físicos

Os principais sintomas físicos da anorexia são, normalmente, resultantes da falta de nutriente:

  • Apatia, fadiga e exaustão.
  • Perda severa de massa muscular. 
  • Tonturas e desmaios.
  • Arritmia cardíaca.
  • Hipotermia ou baixa temperatura corporal.
  • Perda da menstruação ou períodos menos frequentes e, até mesmo, infertilidade.
  • Queda de cabelo, unhas quebradiças e insônia.
  • Lanugos, que são pelo finos e macios que crescem por todo o corpo e pelos faciais aumentados. 
  • Sinais de vômito, mau hálito e cárie dentária. 

Sintomas psicológicos e comportamentais

Os sintomas psicológicos da anorexia são:

  • Preocupação exacerbada com o peso e uma preocupação irracional com o sobrepeso. 
  • Costume excessivo de ficar se pesando, se mediando e, ainda, ficar inspecionando o corpo no espelho.
  • Mentir sobre a ingestão de alimentos e não comer.
  • Falta de emoção ou humor deprimido.
  • Dominuição do desejo seuxal e da libído.
  • Perda de memória ou dificuldade de concentração.
  • Irritabilidade e comportamentos obsessivos-compulsivos.
  • Prática excessiva de exercícios físicos.
  • Sentimento de culpa relacionado com a alimentação.

Formas de Tratamento da anorexia

A anorexia nervosa tem tratamento, até mesmo, em casos que a pessoas está vivendo com a doença há anos. 

Primeiramente, é preciso buscar ajuda. Em seguida, é recomendável uma equipe multidisciplinar, ou seja, formada por psicólogos clínicos, psiquiatras, endocrinologistas e nutricionistas.

A anorexia nervosa é um transtorno mental grave e que tem a maior taxa de mortalidade dentre as doenças psiquiátricas. 

Ademais, se não tratada, a anorexia pode levar a osteoporose, infertilidade, problemas cardíacos, suicídio e, até mesmo, morte devido a complicações médicas.

É preciso buscar a terapia, juntamente com um acompanhamento médico, nutricional e psiquiátrico. Afinal, pesquisas mostram que a anorexia não é apenas um quadro psicológico, mas, sim, que envolve um série de outros fatores, como o matabolismo da pessoa.

Por conseguinte, os transtornos alimentares têm alta complexidade, e, em virtude disso, é preciso preparar um plano de tratamento a grande. 

Dessa forma, o tratamento deve contar com monitoramento médico, intervenções psicossociais, aconselhamento nutricional e, em alguns casos, uso de medicamentos. 

Por fim, o tratamento da anorexia nervosa é baseada em três etapas principais:

  • Restauração do peso perdido.
  • Tratamento dos transtornos psicológicos associados ao quadro.
  • Remissão e reabilitação a longo prazo ou recuperação total.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

You must be logged in to post a comment.

×