Blog

Coaching: o que é, como funciona e dúvidas

coaching

Antes de mais nada, é importante dizer que coaching e psicoterapia são coisas completamente distintas. 

O coaching é um processo que utiliza recursos diferentes para proporcionar mudanças na vida das pessoas.

A palavra coach, em inglês, significa treinador. Dessa forma, na prática, o coach é o profissional que é capaz de aplicar os recursos para alcançar transformações na vida de grupos e pessoas. E, assim, obter resultados “extraordinários”.

Além disso, existe o coachee que é a pessoa que se propõe a passar pelo processo de coaching. E, dessa maneira,  através dos encontros buscar resultados positivos para suas metas

Há varias dúvidas sobre esse novo tipo de abordagem. Afinal, com a popularização do coaching, uma série de equívocos e mitos começam a surgir no mercado.

No texto será abordado o que é coaching, como funciona essa técnica, a diferença entre psicoterapia e o coaching e, além disso, o que a lei diz sobre essa prática.

O que é?

O coaching é uma forma de assessoria e orientação pessoal e profissional, através de procedimentos de treinamento. 

Segundo os profissionais da área, é um processo que produz transformações positivas, superiores e duradouras em um curto período de tempo. Dessa forma, ele teria o objetivo de tirar uma pessoa do estado atual e conduzi-lo para o estado desejado de forma rápida e eficiente. 

Portanto, alguns dos benefícios que o coaching tenta alcançar são:

  • Visualizações das questões individuais.
  • Aumento da autoestima e autoconfiança.
  • Quebra de limites estigmatizados.
  • Reconhecimento do potencial máximo da pessoa.
  • Alcance das metas de forma assertiva.

Ademais, o coaching diz utilizar das bases de estudos da Psicologia Cognitiva, da Psicologia Comportamental, da Psicologia Positiva e, além disso, outros conceitos de áreas, como Administração, Filosofia e Educação. 

Como funciona o coaching?

As sessões são feitas através do acompanhamento e do planejamento. Normalmente, são feitas sessões semanais e tem duração média de uma hora, porém o número de sessões pode variar de acordo com a necessidade do cliente.

O processo é finalizado a partir do momento em que o cliente se sente pronto para alcançar suas metas e objetivos.

A abordagem é feita por meio de perguntas. Desse modo, o coach leva o coachee a refletir sobre as questões em que é preciso melhorar. 

No processo de coaching é fundamental o comprometimento do coachee com as sessões e com a meta. 

As metas deverão ser atingíveis e, além disso, devem ser objetivas, mensuráveis, realistas e possíveis de serem realizadas de acordo com o tempo determinado.

Coaching e psicoterapia

Coaching e psicoterapia são duas áreas completamente diferentes. Afinal, são processos diferentes, com abordagens distintas, além de públicos e objetivos não interligados.

Apesar do coaching não ser uma modalidade de terapia, ele agrega às suas técnicas e ferramentas conceitos de diferentes áreas da Psicologia. Além disso, o coaching reúne princípios da Filosofia e da teoria dos sistemas.

A Psicoterapia pode ser exercida por pessoas formadas em Psicologia. Já a pessoa que é coach pode ter qualquer ou nenhuma formação, mas precisa fazer um curso de coaching confiável.

A Psicoterapia observa toda a complexidade da vida da pessoa, e trata as questões com intervenções psicológicas. Já o coaching é completamente guiado pela ação, com o foco no aumento de performance na vida pessoal e profissional através das ferramentas da modalidade. No entanto, ambas práticas visam o desenvolvimento humano.

O que a lei diz?

Atualmente não existe nenhuma lei proibindo ou regulamentando o coaching. No entanto, no início do ano surgiu um pedido de criminalização da atividade.

O autor do pedido foi William Menezes, que acredita que a prática abusa da boa vontade de quem procura  o coach. Segundo ele, o coaching tem muitas propagandas enganosas, como a “reprogramação de DNA” e “cura quântica”. 

No entanto, há pedidos para a regulamentação dessa prática. Uma delas veio do gaúcho, Ronald Dennis Pantin Filho II. Em sua opinião, a profissão de coach e mentor sempre existiu, mas que só nos últimos 40 anos que ela vem crescendo e se tornando reconhecida.

Enquanto a proposta de criminalizar o coaching tem 20 mil apoios, a de regulamentação tem apenas 3.340 apoios. Porém, a sugestão de projeto ainda tramita no Senado.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Uma pessoa tem deixaram comentários neste post

» InpAky3YYwUqGQbs disse: { set 27, 2019 - 08:09:15 }

dsfgdfg

Você deve estar logado para postar um comentário.

×