Blog

6 dicas para desenvolver a resiliência

resiliência

A resiliência é um termo que vem ganhando popularidade nos últimos anos. O conceito passou a ter destaque e virou, até mesmo, uma espécie de mantra na vida de muitas pessoas. 

O termo resiliência traz consigo muita discussão e um conceito amplo. Antes de mais nada, você já reparou em como lida com as adversidades da vida? Ou já se perguntou por que algumas pessoas parecem se recuperar, de forma mais rápida, quando eventos tristes ou traumáticos acontecem? 

Além disso, já pensou o porquê algumas pessoas não conseguem superar momentos ruins da sua vida?

Essas questões são foco observatório de diversos profissionais da Psicologia. Entender a capacidade de uma pessoa se adaptar aos eventos de sua vida é algo que deve ser analisado com cautela.

A resiliência consegue ajudar um indivíduo a se recuperar mais rápido e com menos estresse de eventos complicados de lidar

Nesse artigo, será abordado 6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente. Ainda, será entendido o significado da palavra resiliência e como ela pode afetar a qualidade de vida das pessoas. 

O que é resiliência?

Primeiramente, vale ressaltar que todos os seres humanos têm resiliência . No entanto, há pessoas que sabem utilizá-la melhor em suas vidas. 

A resiliência não significa que a pessoa não se sinta triste, com raiva ou magoada. Na verdade, a resiliência é uma forma de lidar com as situações de uma forma melhor, mais rápida e mais branda.

Dessa forma, a resiliência pode ser definida como a habilidade de aprender com as coisas ruins que acontecem na vida. Assim sendo, uma pessoa resiliente supera as situações ruins, em vez de deixar que os sentimentos negativos afetem suas determinações.

diversas formas de conceituar a resiliência, tais como:

  • “Resiliência não é apenas demonstração de força, mas também a convicção de que todas as adversidades podem ser superadas”.
  • “Foi sempre a minha resiliência que salvou meus sonhos da tentação de desistir”.
  • “A resiliência é um grito de revolta para mostrarmos às nossas adversidades que nada nos pode derrotar”.

A principal maneira de querer aumentar sua resiliência é ter vontade. Em seguida, nos próximos tópicos, serão abordados maneiras de tornar uma pessoa mais resiliente. 

Resiliência e a Psicologia

A resiliência é um termo abordado, principalmente, na Psicologia positiva. Para os psicólogos, as principais formas para uma pessoa se tornar mais resiliente são:

  • atitude positiva;
  • otimismo;
  • regulação de emoções;
  • habilidade de ver o fracasso;
  • controle dos impactos do estresse.

Na Psicologia, a resiliência pode ser uma forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas. Ainda, vale relembrar que essa habilidade não é um dom mágico, mas, sim, uma forma de trabalho mental e emocional para lidar com as dificuldades. 

Dessa maneira, para psicologia, a resiliência pode ser definida como a capacidade ou tendência de recuperar.

Vale ressaltar que as sessões de terapia podem ajudar as pessoas a se tornarem mais resiliente. A terapia pode trabalhar diversas questões, que podem ser fatores impeditivos para a resiliência. 

Portanto, procurar ajuda psicologia é uma das formas de se tornar uma pessoa mais resiliente. 

6 dicas para desenvolver a resiliência

Cada pessoa tem uma forma única de lidar com os traumas, com o estresse e com as dificuldades. No entanto, há pessoas que parecem se “recuperar”, de forma mais rápida. 

A resiliência é a chave para superar situações difíceis. Ademais, essa habilidade pode ser trabalhada para ser desenvolvida. Algumas dicas para desenvolver a resiliência são:

1. Ser uma pessoa adaptável

O que seria ser uma pessoa com habilidade para se adaptar? Pessoas resilientes têm flexibilidade para ver diferentes pontos de vista. Assim, essas pessoas conseguem se adaptar ás situações através de ajustes. 

É a frase “escolher ver a vida de outra forma”. Afinal, é muito fácil, em situações ruins ver apenas o lado ruim. Logo, trabalhar o psicológico para respirar e tentar ver o “outro lado da moeda” é um treino que deve ser feito para se tornar mais resiliente. 

2. Focar em atitudes assertivas

É preciso trabalhar atitudes positivas e assertivas. Assim sendo, ao invés de ficarem paralisadas pela negatividade, pessoas resilientes procuram ou uma solução para o problema ou aprendem lições com essa situações.

3. Aprender com as situações

A resiliência trabalha com a habilidade de, por meio de experiências negativas, aprender lições. Dessa maneira, quando acontece alguma situação ruim ou complicada, é preciso não focar em coisas, como:

  • quem é o culpado?
  • por que algo ruim aconteceu comigo?
  • a vida é injusta.

Se vitimizar não ajudará a lidar com os problemas. Logo, pessoas resilientes costumam se perguntar o que aprenderam com a situação para, na próxima vez, poder tomar atitudes diferentes. 

4. Procure formas de liberar o estresse e a tensão

Em alguns momento, é preciso procurar formas de liberar sentimentos negativos. Assim sendo, há formas de aprender a lidar com as emoções difíceis. A terapia é a principal maneira de aprender a lidar com esses sentimentos. Todavia, algumas formas alternativas para lidar com a tensão é por meio de meditação, da prática de hobbies e esportes ou de formas de expressão, como escrever diários. 

5. Confie em si mesmo

Para se tornar uma pessoa resiliente é preciso trabalhar, também, a autoestima e a autoconfiança. Dessa maneira, é preciso:

  • reconhecer suas qualidades;
  • acreditar em si mesmo;
  • ter autoestima;
  • saber se amar;
  • saber se respeitar.

Confiar em si mesmo traz diversas vantagens para a qualidade de vida das pessoas, tais como:

  • alcançar metas;
  • ter maior produtividade;
  • saber lidar com críticas;
  • ter satisfação pessoal;
  • conseguir lidar com situações negativas;
  • ser mais calmo e ter mais “paz interior”.

6. Ter bases de apoio

Ter relacionamentos de apoio em sua vida, como família e amigos, são uma forma de desenvolver a resiliência. Afinal, os relacionamentos positivos e saudáveis são uma forma de apoio para tranquilizar e apoiar. 

Desse modo, pessoas com bases de apoio conseguem se recuperar melhor de situações difíceis.

Outras formas de desenvolver a resiliência

Por último, há outras maneiras de trabalhar a resiliência, entre elas:

  • realizar planos e metas realistas;
  • saber gerenciar os sentimentos e impulsos;
  • ter boas habilidade de comunicação;
  • conseguir solucionar problemas.

Para que serve?

A resiliência pode trazer diferentes vantagens para o desenvolvimento pessoal e a qualidade de vida. 

As principais razões para buscar a resiliência são:

  • Maior desempenho profissional e acadêmico.
  • Melhor produtividade e maior habilidade de solução de problemas.
  • Redução de comportamentos de risco, como consumo de drogas e, até mesmo, transtornos psicológicos (depressão e ansiedade).
  • Maior envolvimento com as relações interpessoais.
  • Melhor qualidade de vida.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Fábio Augusto Caló

@fabiocalo - Psicólogo pelo UniCEUB e mestre em Análise do Comportamento pela UnB. Atua desde 1998 como clínico, atendendo adultos e casais. Há duas décadas, tem realizado atendimentos, principalmente, na área da conjugalidade, da sexualidade e dos transtornos de ansiedade. Tem se interessado e pesquisado sobre assuntos atuais como "dependência de internet", "vício em pornografia", "traição online", dentre outros. É palestrante e instrutor de cursos de desenvolvimento pessoal e cursos dirigidos a profissionais da saúde.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×