Blog

O que fazer com as crianças em casa no período de isolamento?

O que fazer com as crianças durante o isolamento do coronavírus?

O período de isolamento e quarentena não é fácil para ninguém. A população está acostumada a sair de casa para almoçar, trabalhar, estudar, fazer compras e se entreter. No entanto, nas atuais condições, com o aumento do número de casos do COVID-19, o isolamento e a quarentena são mais importantes do que nunca. Mas o que fazer com as crianças dentro de casa?

É normal que as crianças fiquem entediadas facilmente, já que têm mais energia que os adultos. Neste texto elaboramos algumas dicas de como entreter as crianças no período de isolamento.

O que é o coronavírus?

Antes de começar com as dicas, é preciso primeiro entender toda a situação que o mundo está vivendo. Atualmente, um alerta de pandemia do coronavírus foi emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas o que é o coronavírus?

Citando o site oficial da OMS, “os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves”. A pandemia que estamos vivendo agora é do vírus COVID-19, descoberto no final do ano de 2019. Ainda não foi identificada a origem desse vírus. No entanto, acredita-se que, como o MERS-CoV e o SARS-CoV, outros vírus da mesma família que o COVID-19, esse novo coronavírus foi transmitido de animais para o homem. 

Os sintomas que podemos apresentar são:

  • Tosse (seca ou com secreção);
  • Febre acima de 37º;
  • Dores no corpo;
  • Congestionamento nasal;
  • Inflamação da garganta;
  • Diarréia;
  • Falta de ar e dificuldade para respirar.

Em casos graves, o novo coronavírus pode levar a pessoa a ter insuficiência renal, pneumonia e síndrome respiratória aguda grave.

As formas de transmissão diversas, mas a principal delas é pelo ar, com gotículas de saliva, catarro e outras expelidas pela boca (espirro, tosse e fala). Estudos já apontam que o vírus pode sobreviver até 3 horas no ar. Ademais, o contato físico é outra forma de transmissão. Apertos de mão, beijos e abraços podem transmitir o vírus. Superfícies não higienizadas também são vetores transmissores do vírus, e, em alguns materiais, o COVID-19 pode sobreviver até 5 dias. 

Mas o que é pandemia?

Ademais, para entender melhor a situação, vamos explicar o que é pandemia. Se procurarmos no dicionário, a definição vai ser: enfermidade epidêmica amplamente disseminada. 

A pandemia seria o nível máximo de gravidade da disseminação da doença. Pode-se dizer que são quatro níveis: surto, epidemia, endemia e pandemia.

O surto acontece quando, em uma região específica, tem um aumento repentino nos números do caso de uma doença. Já a epidemia é o aumento de casos em diversas regiões do mesmo país.

Já a endemia não se trata de quantidade. A doença classificada como endêmica ocorre com muita frequência em um local específico, sem atingir outras comunidades. Um exemplo de endemia é a febre amarela na Amazônia.

Por fim, a pandemia é quando uma doença se espalha por diversas regiões do planeta e em larga escala.

A última vez que a OMS declarou uma pandemia foi em 2009, com a gripe suína ou H1N.

Como me prevenir e proteger as crianças?

A prevenção do novo coronavírus serve tanto para que você não se contamine, quanto para que você, caso esteja contaminado, não passe o vírus para outras pessoas. Algumas medidas de prevenção são:

  • Cobrir o rosto com a parte interna do cotovelo quando for tossir ou espirrar.
  • Evite multidões e lugares com aglomerações.
  • Caso apresente os sintomas, use máscara. Lembre-se que as máscaras têm um “prazo de validade” de 3 horas, então preciso trocá-la.
  • Evite levar as mãos ao rosto, à boca, aos olhos e ao nariz.
  • Mantenha a distância das pessoas de no mínimo 1 metro quando for espirrar ou tossir.
  • Se tiver com o nariz escorrendo, utilize lenços de papel para assoar.
  • Evite cumprimentos que tenham contato físico.
  • Caso apresente algum sintoma, evite ao máximo sair de casa, e se possível, se isole das outras pessoas que vivem com você. 
  • Limpe objetos que você constantemente usa com álcool.

Além disso, existem outras duas formas super eficientes e simples de se prevenir de contrair o COVID-19: lavar as mãos com água e sabão, e usar álcool em gel. Nesse vídeo a seguir, o jornal britânico BBC elaborou um tutorial de como lavar adequadamente as mãos.

Evite compartilhar informações falsas!

Em um momento como esse, é comum  que queiramos manter todos informados. No entanto tome cuidado com as fake news. 

A OMS criou uma página em seu site para desmentir alguns mitos que são disseminados pelas redes sociais e chats de conversa. Para acessar essa página, basta clicar aqui.

Além disso, a OMS também criou uma página de perguntas frequentes e comuns. Para ter acesso, clique aqui.

Entenda o perfil das crianças

Antes de planejar qualquer atividade, é preciso entender o perfil da criança. O que ela gosta de fazer? Ela é muito energética? Ou consegue ficar muito tempo sentada?

Tais perguntas podem ser feitas diretamente para criança ou você pode observar seu comportamento.

O que fazer com as crianças?

As crianças tendem a ficar entediadas depois de muito tempo em um só lugar. Imagina o tamanho do tédio das crianças em ficar dias sem poder sair de casa?

Por isso, elaboramos uma lista de sugestões para entreter as crianças em sua casa.

Procure trabalhos manuais para fazer em casa

Dicas de trabalhos manuais e artesanatos para crianças durante isolamento do coronavírus

Trabalhos manuais são uma ótima maneira de entreter as crianças no período de isolamento. Colagem, pintura e até desenhos podem ser seus aliados durantes esse tempo difícil.

Pegue um prato velho e dê para a criança enfeitá-lo do jeito que ela quiser, usando tinta. Procure tutoriais de dobraduras e origamis, e faça com o seu filho. Monte um teatro de sombras com o seu filho e depois faça uma apresentação para as outras pessoas da casa.

No canal do Youtube chamado IDEIAS INCRÍVEIS tem um série de vídeos com tutoriais de artesanatos e trabalhos manuais simples

Faça uma sessão de cinema

Com o período de isolamento e quarentena, muitas plataformas de streaming de filmes e séries estão oferecendo até dois meses de assinatura gratuita. Além disso, empresas de TV por assinatura estão liberando todos os canais de filme, mesmo que não estejam em seu pacote. 

Aproveite essa oportunidade para fazer aquela sessão de filmes no sofá, com uma pipoca bem gostosa!

Incentive a leitura

Incentivo à leitura infantil durante a quarentena

O dia tem muito tempo livre para realizar diversas atividades. Por que não tirar um tempo do dia e começar a incentivar a leitura nos pequenos? Provavelmente o melhor horário será antes de dormir, já que a leitura acalma e não exige tanto espaço.

Leia com o seu pequeno ou deixe alguns petiscos para que ele vá beliscando enquanto lê sozinho.

Tente novas receitas

Receitas para crianças

Saber cozinhar é muito importante para qualquer pessoa. Ensine as crianças a cozinhar neste período de isolamento. Procure receitas de comidas que eles gostem, como bolos e biscoitos. No entanto, não deixe as comidas saudáveis de fora.

Se o seu filho tiver alguma resistência a certos alimentos, aprender a cozinhar ajuda ele a quebrar essa barreira ao entrar em contato direto com os alimentos.

Jogue com as crianças

Jogue com as crianças durante a quarentena do coronavírus

Jogar estimula o cérebro e ajuda a desenvolver o raciocínio lógico. Procure jogos de tabuleiro em casa e ensine as crianças a jogar. Caso não tenha jogos em casa, crie! Na internet existem diversos tutoriais de como criar diferentes jogos infantis.

Ainda, o jornal Folha de São Paulo criou uma plataforma que reúne brincadeiras e jogos típicos de diversas regiões do Brasil e de décadas atrás. 

Uma outra possibilidade de jogo são os jogos onlines. Alguns sites têm jogos educativos, que incentivam o aprendizado. Para saber mais sobre esse sites, clique aqui.

Porém, lembre-se sempre de ficar atento aos sites que o seu filho acessa!

Não pare com os estudos

Continue a estudar durante o isolamento social do coronavírus

Algumas escolas estão passando atividades por meio de plataformas de ensino, como Google Classroom. Por mais que todos em casa, fique atento à essas atividades e ajude as crianças nas tarefas de casa.

Para que se tenha mais produtividade, incentive as crianças a tomar banho e trocar de roupa antes de realizar as tarefas escolares. 

Caso precise, procure ajuda

O isolamento pode causar, em alguns casos, sentimentos negativos, como a ansiedade, o medo e a tristeza. Assim sendo, esse sintomas podem afetar o emocional, o físico e o psicológico. É importante manter a saúde mental, em épocas de crise, como a de uma pandemia.

No entanto, pode ser difícil lidar com esses sentimentos e, principalmente, quando eles são das crianças. É comum que os pais não saibam como explicar certas situações para os filhos e podem, também, passar os seus sentimentos negativos para eles.

Nesses casos, é recomendável procurar alguma assistência psicológica adequada. A terapia online, durante o isolamento e a quarentena, pode ser favorável. Dessa forma, tanto as crianças quantos pais podem se favorecer desse serviço e lidar com sentimentos e comportamentos negativos.

É importante, também, sempre conversar com as crianças e não deixar elas sem saber sobre a situação. Na internet há diversas cartilhas que são dedicadas às crianças, em que explicam o que é o coronavírus, como se previnir e, até mesmo, o porquê da necessidade de isolamento.

Em momentos de crise e tensão, é necessário não cuidar apenas da saúde física, mas, também, da saúde mental. Em razão disso, procure formas alternativas para tratar do seu emocional e psicológico. A terapia online, nestes momentos, é o mais indicado. Procure se informar e fazer leituras em fontes confiáveis, procure dicas para aliviar o estresse, a tensão e a ansiedade.

Por fim, para agendar a sua sessão de terapia online aqui no Inpa, basta ir na nossa página inicial e clicar no botão “Agende agora”. Tanto a marcação da consulta quanto o pagamento são feitos online, para a maior comodidade do paciente.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×