Blog

Esquizofrenia

esquizofrenia
Esquizofrenia

O que é?

A esquizofrenia é um transtorno mental grave que afeta os pensamentos e o comportamento de uma pessoas e, em alguns casos, pode ocorrer a psicose.

O quadro de esquizofrenia ocorre, normalmente, entre o período da adolescência e da fase adulta. Em geral, os homens tendem a apresentar o sintomas antes das mulheres.

O transtorno pode se desenvolver de forma lenta. Em razão disso, é comum que muitas pessoas descubram o diagnóstico apenas depois de anos. Todavia, há casos que a esquizofrenia é desenvolvida de forma repentina.

De acordo com estudos, a esquizofrenia afeta 1% da população no mundo. Ainda, há especialistas que afirmam que a esquizofrenia é um conjunto de diferentes transtornos, que são diagnosticados como uma patologia só. 

Quais os sintomas?

A esquizofrenia é caracterizada por causar a psicose e, também, a distração dos pensamentos, da percepção, das emoções, da linguagem, do senso de si e do comportamento. Os principais sintomas são:

  • Alucinação, ou seja, ver, ouvir, sentir coisas que não estão lá.
  • Ilusão, que é ter falsas crenças ou suspeitas, mesmo que haja evidências provando o contrário.
  • Comportamento anormal e/ou desorganizado, por exemplo, rir de si mesmo, ter uma aparência estranha e vagar sem direção ou destino.
  • Falar de forma desorganizada, ou seja, ter um discurso incoerente ou irrelevante.
  • Transtorno de emoções, que é uma relação irracional e incoerente entre a emoção relatada e o comportamento observado.

Causas esquizofrenia

Pesquisadores acreditam que diversos fatores estão envolvidos para o aparecimento da esquizofrenia. Desse modo, fatores genéticos e ambientais agem em conjunto para o surgimento do quadro. As principais causas da esquizofrenia são:

  • Herança genética: uma pessoa que tem histórico na família tem maiores chances de desenvolver o quadro.
  • Desequilíbrio químico no cérebro: a alteração da dopamina, que é um neurotransmissor, está diretamente ligada ao aparecimento da esquizofrenia. Ainda, neurotransmissores, como a serotonina, podem, também, estar envolvidos. 
  • Fatores ambientais: apesar de não haver uma evidência definitiva, para muitos especialistas, traumas antes do nascimento e infecções podem estar ligados com o surgimento dos sintomas.

Por conseguinte, a esquizofrenia é um quadro difícil de diagnosticar e é preciso procurar um especialista, como um psicólogo e/ou um psiquiatra, para obter respostas precisas e buscar a melhor forma de tratamento.

Tratamento da esquizofrenia

O tratamento da esquizofrenia apresenta, em maioria, resultado positivos e uma melhora na qualidade vida. 

Desse modo, o tratamento pode ajudar a controlar os sintomas e ensina o paciente a lidar com os sinais durante sua vida.

O tratamento é feito com a combinação de:

  • psicoterapia;
  • medicamentos;
  • terapias alternativas;
  • medicamentos anti-psicose.

Em geral, a maioria dos pacientes diagnosticados com o quadro conseguem levar um vida “normal”.

O acompanhamento psiquiátrico é muito importante nesse transtorno. Ainda, vale ressaltar que o paciente deve continuar com a medicação, até mesmo, em casos que os sintomas desaparecem, porque, caso contrário, os sintomas podem voltar. 

O acompanhamento psicológico ajuda, também, na construção de comportamentos assertivos e de emoções controladas. Por fim, pessoas esquizofrênicas precisam do apoio familiar e social.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

Você deve estar logado para postar um comentário.

×