Blog

Gastrite Nervosa: o que é, sintomas e emoções

gastrite nervosa

A gastrite nervosa é, também, conhecida como dispepsia funcional. Diferente de uma gastrite normal, a gastrite nervosa não causa inflamação no estômago. 

No entanto, a gastrite nervosa, também, pode causar azia, sensação de queimação e sensação de estômago cheio. Além disso, a doença está diretamente ligada com o estado emocional. 

Em meio aos sentimentos, como ansiedade, nervosismo e estresse, os sintomas dessa doença tendem a piorar. 

Por conseguinte, a gastrite nervosa possui os mesmos sintomas de uma gastrite convencional, por causa disso, o paciente pode demorar para receber o diagnóstico. 

A Gastrite Nervosa é influenciada pelas emoções?

Quem nunca ouviu a frase “sinto borboletas no estômago” de uma pessoa que estava apaixonada? Ou sentiu o estômago “revirar” de nervosismo? O sistema digestivo é sensível às emoções. 

Dessa forma, normalmente, o estômago é o primeiro órgão a demonstrar sintomas quando estamos passando por alguma situação de estresse, ansiedade ou nervosismo. 

Portanto, a relação entre gastrite e estresse, também, é bem próxima. O estresse afeta cada pessoa de uma maneira, porém, é comum que ocorra alguma alteração do funcionamento do sistema digestivo.

Quando o estresse resulta em uma gastrite, é necessário procurar ajuda médica. Em geral, as pessoas têm dificuldades de relacionar o surgimento dos sintomas com o seu estado emocional.  

As reações fisiológicas e o estado psicológico caminham juntos. Por causa disso, o que afeta uma parte irá, consequentemente, afetar a outra. 

Por meio do sistema digestivo, a psique emite um sinal de que algo está acontecendo. O meio externo ou o meio ambiente está interligado ao comportamento do corpo. 

Quando uma pessoa é exposta a situações de estresse com frequência, as emoções levam, geralmente, ao aumento da produção da secreção ácida no estômago.

Assim, os sintomas de gastrite tendem a aparecer sem que ocorra, necessariamente, uma inflamação do revestimento interno do estômago.

Sintomas

A gastrite nervosa pode, também, ter ligação com a alimentação da pessoa, assim como a gastrite convencional. 

Há certos encadeamento de fatores que alteram a produção ácida no sistema digestivo., como o estado psicológico alterado e a má conduta alimentícia, 

Por exemplo, uma pessoa que consome cafeína excessivamente, e ao mesmo tempo, está passando por conflitos de relacionamento, terá maiores chances de desencadear a gastrite nervosa.

Os principais sintomas são:

  • Dor aguda no estômago, que surge sem causa aparente.
  • Sensação de saciedade precoce, ou seja, perda de apetite.
  • Azia ou sensação de queimação, principalmente, após o término das refeições.
  • Má digestão, com uma sensação de permanência da comida no estômago por um longo período de tempo.
  • Náuseas e vômitos constantes.
  • Arrotos, gases ou diarreia após as refeições.

Ademais, os sintomas da gastrite, podem ser, também, sintomas de outras doenças, como uma desregulação do sistema nervoso autônomo. Por conta disso, procurar ajuda médica é importante para obter o diagnóstico correto.

Gastrite nervosa tem cura?

A gastrite nervosa pode ser controlada, e até mesmo, neutralizada. Diferente da maioria das doenças gastrointestinais.

Os sintomas tendem a diminuir por meio da mudança na rotina alimentar, das mudanças no comportamento e da busca por tratamento psicológico. Em alguns casos, os resultados são muito positivos, ocorrendo o desaparecimento por completo dos sintomas.

Para um resultado efetivo, é necessário seguir corretamente os tratamentos e as recomendações dadas pelos especialistas. As principais formas de controle e/ou dissipação dos sintomas são:

  • Ajuda médica.
  • Controle do estresse.
  • Mudança na alimentação.

Terapias e Gastrite Nervosa

Por meio do auxílio da terapia, os fatores emocionais, que acarretam a gastrite nervosa, tendem a ser controlados.

A gastrite nervosa é desencadeada por causa dos meios externos que afetam a pessoa. Em razão disso, a terapia comportamental é uma abordagem efetiva no tratamento da doença. 

No Inpa nossos psicólogos presenciais e online utilizam as técnicas da Terapia Comportamental para solucionar as questões que afetam nossos pacientes.

Assim, com o tratamento mais adequado para o controle emocional, os sintomas serão, na maioria dos casos, solucionados.

Outro ponto de auxílio, no tratamento da doença, é a busca por um especialista, como um nutricionista, que indicará a melhor dieta para solucionar os sintomas de gastrite nervosa. 

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

Você deve estar logado para postar um comentário.

×