Compartilhe isso:

" /> A importância da gratidão em nossas vidas - Inpa Instituto de Psicologia Aplicada

Blog

A importância da gratidão em nossas vidas

Gratidão

É comum agradecermos por gestos cotidianos, como quando alguém segura a porta do elevador, esperando você entrar. Mas nós somos gratos diariamente pelo primordial de nossas vidas? Quanto a nossa gratidão é importante?

Precisamos perceber que a gratidão deve ser exercitada diariamente. Dessa forma, conseguimos nos sentir mais leves e em paz com nós mesmos.

Neste texto iremos lhe mostrar o que é gratidão e como exercitar tal valor.

O que é gratidão?

Para o dicionário Michaelis, gratidão é: (1) qualidade de quem é grato; (2) sentimento experimentado por uma pessoa em relação a alguém que lhe concedeu algum favor, um auxílio ou benefício qualquer; agradecimento, reconhecimento. Por meio do significado da palavra, conseguimos entender porque a gratidão é, há muito tempo, um valor extremamente trabalhado em várias religiões

A ciência já percebeu que a gratidão é algo inato do ser humano. Para a psicologia positiva, a gratidão e a sua prática é a mais elevada forma de amadurecimento psicológico do ser. 

A gratidão também interfere no nosso cérebro. Toda vez que agradecemos e nos sentimos gratos por algo ou alguém, aumenta-se os níveis de dopamina, um neurotransmissor responsável pelo bem-estar, humor e prazer. Consequentemente, nos sentimos mais felizes, leves e satisfeitos, porque ativamos o sistema de recompensa do cérebro. 

O psicólogo Martin Seligman, por meio de seus estudos, mostrou a existência de uma relação entre a prática da gratidão e a felicidade. A gratidão, segundo ele, por ser uma emoção positiva, amplia o sentimento de bem-estar emocional. Já a professora de Psicologia, Barbara Fredrickson, aponta que, quando somos gratos, nos tornamos mais resilientes, felizes, sociáveis, saudáveis e criativos. Além disso, a gratidão nos liberta, ou pelos menos reduz, as sensações e emoções negativas, como tristeza, dor e raiva. 

Quais os benefícios da gratidão?

Segundo uma pesquisa feita pelo professor da Universidade da Califórnia, Robert Emmons, as pessoas que expressão mais gratidão, têm emoções mais positivas.  Ele passou anos estudando a gratidão, seus efeitos na vida do ser humano e como ela era benéfica.

Em seu livro “Agradeça e seja feliz”, Emmons destacou 10 benefícios da prática da gratidão. São eles:

  • A pessoa fica mais entusiasmada, otimista e feliz, além de ter mais energia;
  • O sistema imunológico se fortalece;
  • A pressão arterial diminui;
  • Reduz as queixas de mal-estares e dores;
  • Qualidade de sono melhora;
  • A pessoa acorda mais disposta;
  • Emoções tóxicas são ignoradas ou eliminadas, como rancor, inveja, medo, raiva;
  • A vida social da pessoa se torna mais prazerosa, consequentemente mais ativa;
  • Os níveis de estresse e depressão reduzem;
  • As sensações de isolamento, solidão e inadequação têm uma redução.

Além dos benefícios citados por Emmons, o site americano Psychology Today listou outros pontos positivos da gratidão:

Novos relacionamentos

Quando você é grato pelos relacionamentos que tem, você acaba demonstrando não só boa educação, como o apreço que sente. Dessa forma, elas se sentem especiais e te ajudam a conquistar novas amizades. 

Um estudo publicado na revista alemã Emotion mostrou que agradecer pessoas que você acabou de conhecer pode gerar um relacionamento longo e profundo. Dessa forma, agradecer ao garçom ou garçonete pela comida servida ou o porteiro por abrir a porta pode trazer benefícios para o seu relacionamento com essas pessoas. 

Melhor saúde física

Segundo uma pesquisa de 2012 publicada revista acadêmica Personality and Individual Differences, pessoas gratas tendem a sentirem menos dores e se sentirem mais saudáveis. 

Isso se deve porque pessoas mais gratas tendem a cuidar da saúde melhor, fazer exercícios físicos e fazer check up regularmente. Tais ações contribuem para uma maior longevidade. 

Melhora na saúde mental

Como já foi dito anteriormente, ser grato diminui os pensamentos e sentimentos negativos. A pesquisa que mais pode evidenciar isso é a feita por Robert Emmons. Em seu livro ele demonstra que os níveis de estresse de pessoas gratas são menores e que sintomas de depressão diminuem.

É importante lembrar que a gratidão não é a solução para tudo. Caso esteja se sentindo desamparado e precisando de ajuda, procure algum psicoterapeuta para que ele possa te ajudar. 

Aumento da empatia e redução da agressividade

Pessoas gratas tendem a ser mais amáveis, compreensivas e empáticas, segundo um estudo da Universidade de Kentucky. Consequentemente, quando a gratidão é praticada, a pessoa não foca em sentimentos como a raiva, inveja e vingança, reduzindo a agressividade. 

Aumento da autoestima

O Journal of Applied Sport Psychology mostrou em um estudo que a gratidão, por parte de atletas, aumenta a autoestima e o desempenho. Ademais, outras pesquisas apontam que pessoas que praticam a gratidão, se comparam menos e não sentem inveja ou ressentimento. Ainda, essas pessoas são mais capazes de reconhecer e ficar felizes com o sucesso do próximo.

Equilíbrio emocional

Alguns estudos mostram que a gratidão pode ser de suma importância na superação de traumas. Em 2006, a revista científica Behavior Research and Therapy publicou um estudo que mostrava que veteranos da guerra do Vietnã tinham taxas menores de TEPT quando expressavam gratidão. 

Ademais, outro estudo de 2003 mostrou que a gratidão foi um dos principais fatores desenvolvedores da resiliência em pessoas que presenciaram o atentado de 11 de Setembro. 

Dessa maneira, entendemos que, mesmo em momentos e situações difíceis, quando agradecemos, estamos praticando não só a gratidão, como também a resiliência.

Praticar a gratidão é difícil?

Assim como o perdão, praticar a gratidão não é fácil para qualquer um. Isso acontece porque muitas vezes precisamos ser gratos mesmo quando algo não ocorre de maneira positiva. 

É preciso lembrar ainda que a gratidão não depende de classe social, gênero, cor, atividade que exercemos ou qualquer outra coisa. É um sentimento, uma virtude, um valor que precisa ser cultivado e exercitado independentemente de condições adversas. A gratidão é como uma cura para as nossas feridas emocionais.

Porém, é preciso olhar para as pequenas vitórias, o lado positivo da situação. Existem pequenas coisas que devemos ser gratos, para assim termos uma vida mais leve. Algumas dessas coisas são:

  • Relações que não deram certo: mesmo que o relacionamento não tenha terminado como o esperado, ou simplesmente terminado, não quer dizer que não devemos ficar gratos. A gratidão nesse caso é para os aprendizados.
  • Erros e medos: é preciso perceber que os erros e os medos nos tornam mais fortes. É por meio deles que conhecemos os nossos limites e como conseguimos driblá-los.
  • Momentos sozinhos: às vezes estar sozinho não é sinônimo de solidão. Quando estamos sozinhos podemos refletir sobre nossas ações e nossa personalidade. 

Como praticar gratidão?

Já falamos que exercitar a gratidão não é algo tão fácil. Existe um passo a passo que pode te auxiliar a praticar essa virtude. Ele é composto por 5 etapas:

Autodiagnóstico

Analise o seu “nível” de gratidão. Pense no quanto você grato à sua família e amigos, ao seu trabalho, aos seus relacionamentos amorosos, à sua saúde, etc.

Autoanálise

Tente perceber o porquê de não estar sendo tão grato a certas coisas. Existe algo te incomodando? Você nunca achou aquilo tão importante?

Plano de ação

Crie estratégias que possam aumentar o seu nível de gratidão, em cada parte de sua vida. Lembre-se que esse plano de ação deve depender somente de você.

Compartilhe a sua gratidão

Distribua e compartilhe amor, alegria e paz, mesmo que tudo pareça perdido. Dessa maneira, as coisas e as pessoas em sua volta irão se transformar. O que antes parecia difícil, vai se tornar mais fácil e simples com os pensamentos e sentimentos positivos. 

Mude a sua fala e o seu pensamento

Comece a ver o lado positivo das coisas, o meio copo cheio. A maneira que você fala sobre as coisas também deve ser positiva. Quanto mais ficamos presos em pensamentos e sentimentos negativos, mais amargurada se torna a nossa vida. 

Gratidão e psicoterapia

Exercer a gratidão pode se tornar extremamente difícil para algumas pessoas. Na maioria das vezes, elas não conseguem entender a importância de se praticar tal virtude e isso pode acabar se tornando doloroso. 

Por conseguinte, muitas vezes pode ser recomendado sessões de psicoterapia. Nelas, o psicólogo irá trabalhar em conjunto com paciente para que ele entenda ao que deve ser grato e como exercitar a virtude da gratidão.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×