Blog

Técnica de Estimulação Cerebral pode reverter os efeitos do Mal de Alzheimer.

alzhemier

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa que, até o momento, era considerada irreversível pela medicina.
Entretanto, de acordo com uma pesquisa recente desenvolvida na University of Toronto, uma técnica conhecida como Estimulação Cerebral Profunda, que envolve a aplicação de eletricidade em certas regiões do cérebro, pode ser usasda para buscar novos resultados.
O estudo canadense envolveu seis pacientes submetidos à estimulação por 12 meses. Após o período, dois pacientes não só apresentaram o processo esperado de deterioração – que é de 5% ao ano – revertido como essa área também voltou a crescer, com aumento de 5% em um e 8% em outro paciente.
Além disso, a Estimulação Cerebral Profunda vem sendo usada em milhares de pacientes com Mal de Parkinson.
E, mais recentemente, Síndrome de Tourette e depressão.
Entretanto, não se sabe ainda com precisão como a técnica funciona.
Os resultados para reversão dos efeitos do Mal de Alzheimer podem ser considerados realmente inovadores.
Aliás, a pesquisa tem continuação em abril, com a inscrição de aproximadamente 50 pacientes.
Os estudos estão sendo feitos especificamente em pacientes com graus leves do Mal de Alzheimer. Porque dos pacientes estudados, apenas a parcela que tinha sintomas leves apresentaram melhorara.
Uma vez que, a teoria que estão considerando é que após um certo grau de danos, pacientes atingem um ponto a partir do qual não existe retorno.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil

Você deve estar logado para postar um comentário.

×