Blog

Tensão pré-menstrual (TPM)

TPM

O que é a TPM?

A tensão pré-menstrual (TPM) ou síndrome pré-menstrual (SPM) é uma condição que ocorre durante certos dia do ciclo menstrual, normalmente alguns dias antes da menstruação. O quadro é conhecido por afetar diferentes áreas, como a saúde física, o emocional e o comportamento.

Ainda, a tensão é muito em comum e afeta cerca de 85% das mulheres que menstruam. Vale salientar que a TPM é uma condição que apresenta reações diferentes para cada mulher, mas com similaridades.

É comum que o sintomas aparecem entre uma a duas semanas antes da menstruação e tendem a desaparecer quando a menstruação se inicia.

Ademais, há cientistas que acreditam que a tensão é causada por alterações dos níveis de hormônio sexuais e de serotonina

Por exemplo, os níveis de estrogênio e progesterona aumentam em períodos do mês e causam alterações de humor, ansiedade e irritabilidade. Além disso, os níveis de serotonina controlam o humor.

Sintomas

Os sintomas da TPM são variados, mas, geralmente, apenas alguns são apresentados pela maioria das mulheres. Por conseguinte, os sintomas variam, também, de intensidade.

Desse modo a lista de sintomas e sinais se divide em dois principais grupos, que são:

Emocionais e comportamentais

  • Ansiedade, irritabilidade, raiva e estresse.
  • Alterações de humor, que variam do feliz para o deprimido.
  • Crises de choro e maior sensibilidade emocional.
  • Alterações de apetite e desejos por comidas específicas.
  • Problemas de sono, como a insônia
  • Mudança na líbido, que pode aumentar ou diminuir.
  • Problemas de concentração e isolamento social.

Físicos

  • Dor de cabeça e fadiga.
  • Dores musculares ou articulares.
  • Dores e/ou inchaço na região dos seios (mastalgia).
  • Alterações do peso, em razão da retenção de líquidos (inchaço).
  • Crises de acne e aumento da oleosidade da pele.
  • Diarreias, vômitos e enjoos.
  • Dores abdominais, como cólicas. 

Portanto, para certas mulheres os sintomas físicos são graves e fortes e afetam, de forma significativa, a qualidade de vida. No entanto, independente da gravidade desses sintomas, eles tendem a desaparecer, no máximo, depois de quatro dias após o início da menstruação.

Há um pequeno número de mulheres que apresentam sintomas incapacitantes todo o mês. Desse modo, essa forma mais grave de TPM é conhecida como transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM).  

Assim sendo, a TDPM afeta cerca de 3 a 8% das mulheres com TPM e inclui um conjunto de sintomas mais graves relacionados ao humor, que são:

  • depressão e distimia;
  • alterações forte de humor;
  • alta dificuldade de concentração;
  • sensação de opressão;
  • crises de raiva, ansiedade e tensão.

Causas 

A TPM é quadro considerado normal e periódica para a maioria das pessoas. Todavia, os médicos não sabem ainda as causas exatas que desencadeiam essa condição.

Como já dito anteriormente, a maioria dos pesquisadores acreditam que as causas da TPM envolvem as alterações químicas que acontecem no corpo durante esse período, porém mais pesquisas e estudos precisam ser desenvolvidas nessa área para resultados mais precisos. 

Entretanto, há condições que afetam a tensão e podem, até mesmo, piorar o quadro, mas não são os agentes causadores. Essas condições são:

  • ser fumante;
  • estar sob estresse elevado;
  • ser sedentário;
  • ter problemas de sono, como dormir pouco;
  • beber altos níveis de álcool, sal, açúcar ou carne vermelha;
  • estar com depressão.

Por fim, mulheres que possuem outras patologias, como enxaqueca, asma e alergias, podem ter os sintomas dessas doenças pioradas com a TPM.

A TPM e a Psicologia

Como visto nos tópicos anteriores, a TPM causa problemas emocionais e psicológicos e, em casos graves como da TDPM, pode afetar a qualidade de vida. 

Não há tratamentos específicos para a cura da TPM. Afinal, se trata de uma condição considerada natural do ciclo menstrual da mulher. 

Dessa forma, apesar de não haver uma cura para a tensão, os sintomas podem ser elevados com problemas psicológicos como a depressão, o estresse e a ansiedade.

A psicoterapia pode ser uma forma de auxílio para as mulheres que possuem transtornos psicológicos. Por exemplo, o tratamento para a depressão e para a ansiedade obtém resultados, na maioria dos casos, positivos por meio de sessões de terapia.

A terapia comportamental é uma das formas de terapia mais recomendadas e apresenta resultados duradouros. 

Ainda, a terapia pode ajudar a mulher a entender mais suas emoções e perceber os sintomas da TPM com maior facilidade para, assim, poder lidar com eles de maneira mais leve.

Procure um profissional especializado para diagnósticos e a melhor forma de tratamento.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Fábio Augusto Caló

@fabiocalo - Psicólogo pelo UniCEUB e mestre em Análise do Comportamento pela UnB. Atua desde 1998 como clínico, atendendo adultos e casais. Há duas décadas, tem realizado atendimentos, principalmente, na área da conjugalidade, da sexualidade e dos transtornos de ansiedade. Tem se interessado e pesquisado sobre assuntos atuais como "dependência de internet", "vício em pornografia", "traição online", dentre outros. É palestrante e instrutor de cursos de desenvolvimento pessoal e cursos dirigidos a profissionais da saúde.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×