Blog

Transtorno de Personalidade Esquizóide

personalidade esquizóide

O que é?

O transtorno de Personalidade Esquizóide (TPE) é um quadro crônico que é caracterizado pelo isolamento social e a falta ou a indiferença em relação aos outros. Em geral, as pessoas com essa condição são conhecidas como distantes e afastadas. 

Além disso, os indivíduos com o transtorno esquizóide, normalmente, evitam situações ou ambientes sociais e qualquer tipo de interação interpessoal. 

As pessoas com transtorno de personalidade esquizóide têm dificuldade de expressar emoções e sentimentos. Ademais, os pacientes com essa condição costumam não ter o desejo de criar vínculos próximos.

Acredita-se que o transtorno afeta mais homens que mulheres. Ainda, pessoas com o quadro tendem a ter um maior risco de desenvolver outros transtornos, como a depressão

O indivíduo com o quadro pode achar mais fácil formar relacionamentos centrados em atividades intelectuais, ocupacionais e recreativas. Assim, as relações não precisam ser baseadas na auto revelação ou na intimidade emocional.

A pessoa com transtorno de personalidade esquizóide precisa de auxílio psicológico e psiquiátrico, porque pode acarretar diversos problemas na qualidade de vida da pessoa. Em virtude disso, pesquisadores acreditam que essa condição está, diretamente, relacionada com a solidão inevitável e insuportável.

Sintomas do Transtorno de Personalidade Esquizóide

O principal sintoma de uma pessoa com personalidade esquizóide é ser reclusa e organizar sua vida para evitar o contato humano. Desse modo, a maioria das pessoas com o TPE nunca se casam e continuam morando com os pais quando adultos. 

Assim sendo, alguns outros sinais característicos de indivíduos com o quadro são:

  • Não há intenção ou desejo de criar relacionamentos íntimos e, até mesmo, com membros da própria família. 
  • Escolha de trabalhos e atividades isoladas e solitárias.
  • Não gosta de realizar atividades físicas e sexuais.
  • Falta de amigos íntimos.
  • Dificuldade de relação com estranhos.
  • Indiferentes aos elogios ou às críticas.
  • Personalidade distante e com demonstram pouca emoção.
  • Costumam sonhar acordado ou criar fantasias internas complexas.

De acordo com o DSM-5, o transtorno de personalidade esquizóide é um padrão generalizados de déficits sociais e interpessoais, que são marcados pelo desconforto e pela redução da capacidade de relacionamentos íntimos.

Por fim, a condição tende a apresentar os sintomas, de forma mais intensa, no início da vida adulta e, em geral, dura a vida inteira.

Causas

Assim como as causas dos transtornos de personalidade não são conhecidos, a causa do transtorno de personalidade esquizóide não é, também, clara. No entanto, pesquisadores acreditam que a condição tenha como agentes causadores os fatores:

  • ambientais;
  • genéticos;
  • psicológicos.

Vale ressaltar que pessoas que tenham o quadro dentro da família têm maiores chances de desenvolverem o transtorno de personalidade esquizóide.

Tratamento do Transtorno de Personalidade Esquizóide

Antes de mais nada, é preciso lembrar que o transtorno de personalidade esquizóide, normalmente, apresenta um tratamento difícil. Afinal, as pessoas com a condição não procuram tratamento ou não acreditam que a condição seja um problema.

Ainda, o tratamento é feito, na maioria dos casos, por meio da psicoterapia. Dessa forma, os indivíduos possuem dificuldade de aceitar o tratamento, porque é necessário criar uma relação interpessoal com o terapeuta. 

Portanto, a característica de isolamento social é o principal fator que dificulta a busca de apoio e assistência. Em virtude disso, os medicamentos podem ser uma forma de tratamento, que pode auxiliar no controle de alguns sintomas. 

Todavia, as medicações são usadas em conjunto com outras formas de tratamento, como a terapia. A terapia comportamental é uma das formas de terapia mais recomendadas nesses casos, mas a terapia cognitivo comportamental é, também, uma das opções de abordagens. 

Apesar dos esforços, o transtorno de personalidade esquizóide é um quadro duradouro e crônico. Porém, as pessoas podem ter vidas funcionais com o apoio familiar e o tratamento eficaz.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×