Blog

Vício em pornografia existe?

vício em pornografia

Há algum tempo, eu tenho me dedicado a um tema muito abordado nos nossos consultórios, sejam de Psicologia, ou consultórios médicos. Refiro-me ao consumo exagerado de pornografia

É possível que você me traga alguma argumentação de que não tem nada a ver eu falar sobre isso, que “isso não é problema coisa nenhuma”, que eu entrei para a turma do mi-mi-mi, pois você acha pornografia algo muito legal e que você só assiste esses filmes eventualmente, sem qualquer comprometimento. Então, siga lendo este post apenas se você acredita que acessar pornografia pode ser um problema na sua vida. 

Alguns pesquisadores, como Simon Lajeunesse e Gary Wilson, esse último autor do livro “Your Brain on Porn”, têm reunido grande material sobre o tema. Discussões importantes para a pesquisa na área têm se estabelecido. Por exemplo, quando uma pessoa consome mais pornografia do que gostaria ou perde o controle, estamos falando de vício ou de compulsão? 

Pois bem, já existem pesquisadores discutindo essa e outras questões com o suporte das neurociências e com a tecnologia das neuroimagens. Desde que o vídeo do ator e ex-jogador de futebol americano Terry Crews foi divulgado há alguns anos, muitas pessoas têm vindo a público e em audiências, como os TED Talks, para falar sobre esse problema. 

Os fóruns de discussão para “viciados”em pornografia, e para parceiros dessas pessoas, também bombam na Internet. 

Cada vez mais pessoas procuram nos canais de comunicação do Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada para questionar sobre o tema. Inclusive, concedi uma entrevista sobre esse assunto para o jornal Correio Braziliense

E quando os pesquisadores procuram por participantes de pesquisa do sexo masculino, na casa dos 20 anos que não assistem pornografia, eles simplesmente não encontram. 

E, tudo isso nos indica uma prevalência absurda dessa que parece surgir como uma patologia e que já pode ser encontrada na nova CID-11

Por Fábio Caló, terapeuta sexual, mestre em Análise do Comportamento.

Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada, Asa Sul, Brasília – DF, Brasil.

Você deve estar logado para postar um comentário.

×